RESUMO DAS INSTRUÇÕES PARA A SUBMISSÃO DE ARTIGOS

Recursos

O envio é realizado por meio da plataforma SOAC, botão ao lado. O manuscrito é enviado sem identificação, conforme Modelo (terceiro botão, ao lado). Os autores são indicados no formulário de submissão (botão vermelho, ao lado). Os passos gerais para envio são:

  • 1 – Prepare o documento segundo instruções do edital e o modelo, sem identificação de autores. Template no terceiro botão ao lado.
  • 2 – Faça o cadastro na plataforma para obter login e a senha.
  • 3 – Recomendamos que o primeiro autor faça o envio e acompanhe o processo.
  • 4 – Caso não seja possível, observe com atenção o ícone que permite ajustar a ordem correta de autores e a caixa de seleção do “autor de correspondência”. Com estes recursos você poderá especificar a ordem correta de autores e responsável.
  • 5 – Faça o upload do arquivo e não se esqueça de apertar o botão de submissão.
  • 6 – A plataforma SOAC possui uma página de tutoriais com instruções em formato pdf.
  • 7 – Caso persitam dúvidas, a plataforma possui um email de contato para solicitação de ajuda.

Anais Open Access

Os anais dos eventos do CBGDP são publicados com ISSN e identificação DOI em cada artigo. Ficam disponíveis em formato Open Source. Seguindo a política do IGDP de contribuir para o conhecimento livre.

Premiações

Além dos prêmios de melhor artigo por tema do evento, haverá premiações adicionais por tipo de artigo e categoria do pesquisador.
.

Direitos Autorais

Os artigos aprovados serão publicados nos anais do evento após manifestação de autorização dos autores e ficarão à disposição sob licença Creative Commons Attribution.

Enviando o seu artigo para o CBGDP você estará concorrendo a indicações para participar do processo de revisão rápida de versões estendidas em 4 periódicos acadêmicos de seletiva política editorial, com revisão por pares. A escolha dos artigos e a opção pelo periódico deve levar em conta a avaliação realizada e o tema do artigo. Confira a lista dos periódicos logo abaixo.

Product: Management and Development (PRODUCT – ISSN: 2237-5228)

Trata-se do periódico científico mantido pelo IGDP, que publica artigos abertos, em inglês e com copro de juízes internacional e de excelência. É hoje uma referência para a publicação de pesquisas multi e transdisciplinares em inovação design e desenvolvimento de produtos. Conheça mais em https://www.pmd.igdp.org.br/.

Journal of Lean Systems (JoLS – ISSN: 2448-0266).

O JoLS é um periódico que se dedica a divulger artigos originais e qualificados dando visibilidade à produção científica em Sistemas Lean e tópicos correlatos. http://www.nexos.ufsc.br/index.php/lean.

Gestão da Produção Operações e Sistemas (GPROS – ISSN: 1984-2430)

A Revista GEPROS publica trabalhos que constribuem para a divulgação e disseminação de conhecimentos na área de Engenharia de Produção na forma de artigos científicos, combinando atributos como, elevado padrão acadêmico e real valor prático para o desenvolvimento da sociedade. Conheça mais em https://revista.feb.unesp.br/index.php/gepros/index.

Produto e Produção (Produto & Produção: ISSN: 1983-8026)

Trata-se de um periódico que se dedica a divulgar pesquisas em todas as áreas da engenharia de produção, incluindo as áreas de desenvolvimento de produto, ergonomia, viabilidade econômica e gestão de inovação, afeitas ao CBGDP. Endereço do periórico: https://seer.ufrgs.br/ProdutoProducao.

Prof. Paulo Carlos Kaminski

É graduado em Engenharia Naval (1986) e em Administração de Empresas (1990). Fez mestrado (1989), doutorado (1992) e livre docência (1997) em Engenharia Mecânica. Todos os títulos foram obtidos pela Universidade de São Paulo. Em 1993/94 foi bolsista da Fundação Alexander von Humboldt, desenvolvendo pesquisas na Universidade Técnica de Darmstadt. Desde 2009 é Professor Titular do Departamento de Engenharia Mecânica da Escola Politécnica da USP – EPUSP. De 2008 a 2014 exerceu a função de Representante Científico da Confiança (Vertraeunswissenschaftler) da Fundação Alexander von Humboldt no Brasil; e de 2009 a 2014 foi pesquisador visitante convidado do instituto de pesquisas da indústria de autopeças do Japão (Universidade de Waseda). De 2011 a 2015 foi vice-chefe do Departamento de Engenharia Mecânica da EPUSP. Atualmente é colaborador Internacional do CIRST ? (Centre interuniversitaire de recherche sur la science et la technologie de Quebec ? Canada. Exerce as funções de Coordenador Acadêmico do Programa de Educação Continuada da EPUSP (PECE) e Presidente da Comissão de Cultura e Extensão da EPUSP. Coordena ainda os cursos de especialização em Gestão e Engenharia de Produtos e Serviços e Engenharia Automotiva. Tem experiência na área de gestão, pesquisa e ensino na Grande área da Mecânica, atuando principalmente nos seguintes temas: engenharia de produto, metodologia do projeto, educação continuada e internacionalização da engenharia.

Prof. Eduardo de Senzi Zancul

Professor da Escola Politécnica (POLI) da Universidade de São Paulo (USP), atuando no Departamento de Engenharia de Produção. Vice-coordenador do InovaLab@POLI – complexo laboratorial focado no aprimoramento do ensino prático de graduação em engenharia. Pesquisador do Observatório da Inovação e Competitividade (OIC). Apoia atividades de empreendedorismo na POLI, participando de projetos PIPE-FAPESP. Membro pro bono do Conselho de Cursos de Engenharia do Insper. É Fellow da Fundação Lemann. Foi Visiting Professor no Trinity College Dublin em 2016 (1 mês) e Visiting Scholar da Graduate School of Education da Stanford University em 2015 (3 meses). Possui mais de 8 anos de experiência em consultoria de estratégia, tendo sido gerente da Bain & Company até 2012. Foi pesquisador assistente do Laboratorium für Werkzeugmaschinen und Betriebslehre (WZL) da RWTH Aachen University entre 2005 e 2007. Engenheiro Mecânico (1997), mestre em Engenharia de Produção (2000) e doutor em Engenharia de Produção (2009) pela Escola de Engenharia de São Carlos da USP. Atualmente atua em pesquisa em gestão do desenvolvimento de produtos, Product Lifecycle Management (PLM), design thinking, manufatura avançada, manufatura aditiva e ensino de engenharia.

Prof. André Leme Fleury

Professor doutor da Universidade de São Paulo, atuando nos cursos de Engenharia de Produção (Poli) e Design (FAU). Desenvolve pesquisas nas áreas de desenvolvimento de produtos, serviços e empreendimentos e gestão de tecnologias nos temas de technology roadmapping, design thinking, lean startup e serviços tecnológicos. Possui graduação em Engenharia Mecânica de Produção pela Universidade de São Paulo (1995), mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2000) e doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade de São Paulo (2007), com período sanduíche na Universidade de Cambridge (2004-2005).

Prof. Henrique Rozenfeld

Graduação em Engenharia Mecânica pela USP (1980), mestrado em Engenharia Mecânica pela USP, com tema sobre Planejamento e Controle de Produção (1983) e doutorado em Sistematização da Produção no WZL RWTH ? Aachen, como o tema sobre Planejamento de Processo por Computador ? CAPP – (1988). Tornou-se Livre Docente na USP com tese sobre CAPP (1992) e Professor Titular da USP na área de Integração da Manufatura (1995). Docente da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP desde 1982. Foi professor convidado em 1995 pelo WZL Aachen, Alemanha para desenvolvimento de especificação do STEP e professor convidado em 2003 na Universidade de Missouri, USA para atuar no projeto da SAP para aplicação do sistema mySAP-PLM. Co-autor do livro Gestão de desenvolvimento de produtos: uma referência para a melhoria do processo. Este livro vem sendo adotado como referência por várias instituições de ensino e por empresas. Co-autor do livro Gerenciamento de Processos de Negócio – BPM (busines process management): uma referência para implantação prática. Este livro foi adotado pela ABEPRO (Associação Brasileira de Engenharia de Produção) para fazer parte da coleção de livros indicados. Suplente do Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da EESC USP. Coordenador do Núcleo de Manufatura Avançada (NUMA) e do Grupo de Engenharia Integrada e Engenharia de Integração (GEI2) do NUMA. Trabalha atualmente na área de desenvolvimento de produtos, desenvolvimento de sistemas produto-serviço (PSS: product-service system), gestão do ciclo de vida de produtos (PLM: product lifecycle management), planejamento da inovação (FEI: front-end of innovation), gestão e modelagem de processos de negócio (BPM: business process management) e ecodesign / DfE: design for environment. Já formou 67 pós-graduandos (49 mestres e 18 doutores) e supervisionou 6 pós-doutores. Realizou 471 publicações (104 em periódicos; 3 livros; 41 capítulos de livros; 286 artigos completos em congressos; 37 resumos em congressos).

Prof. Maicon Gouvêa de Oliveira

Presidente do Instituto de Inovação e Gestão do Desenvolvimento de Produtos (www.igdp.org.br) para o Biênio de 2016-2017. Autor do primeiro livro brasileiro de roadmapping: “Roadmapping: uma abordagem estratégica para o gerenciamento da inovação em produtos, serviços e tecnologias”. Mais informações em www.roadmapping.com.br. Líder do Grupo de Pesquisa CNPq “Centro de Inovação e Gestão de Operações”. Professor Adjunto do Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT) da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL), no Campus Avançado de Poços de Caldas. Foi Professor Substituto do Departamento de Engenharia de Produção (DEP) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e Professor Assistente no Centro Universitário de Araraquara (UNIARA). Doutor em Engenharia de Produção, Mestre em Engenharia de Produção e graduado em Engenharia Mecânica (ênfase projetos de produto) pela Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo (USP). Doutorado sanduíche no Centre for Technology Management (CTM), Institute for Manufacturing (IFM), University of Cambridge, UK. Áreas de trabalho: roadmapping, tomada de decisão, sistemas produto-serviço, gestão da inovação, desenvolvimento de produtos, planejamento da inovação.

Translate »